04/09/2016

PALAVRAS RELENDO AGENDAS ANTIGAS glauciasemfalas

Tive um sonho bem inquietante, em que saía pelas ruas, sabendo por onde ir e para onde ia, mas não conseguia voltar, eu perdia o caminho de volta; uma criança me acompanhava e era esta criança que se lembrava do caminho e que tentava me conduzir de volta.

Sempre que encontrávamos o caminho de volta, éramos atacadas pelo inimigo que sempre se disfarçava, em um dado momento tive que enfrentá-lo, cabia a mim enfrentá-lo e não à criança que me guiava. Ele se disfarçou em meio aos caminhões que ganhavam vida. Muito doido, não eram transformers.

O interessante do sonho com o que me acontece na realidade é  que se eu ficar muito nervosa, agitada ou ansiosa, eu me perco, não sei mais onde estou; ou seja, eu tenho uma convulsão, sem me debater, eu tenho uma perda da memória espaço-temporal.

O sonho me fez perceber que eu perdi o meu referencial e que estou tentando voltar para ele; minha memória já voltou quase toda, mas a tristeza de não conseguir voltar a pesquisar me deprime. Me envolver nos blogs me levou pra muito longe do meu referencial, me arrancou dele.

A minha FÉ é igual a de uma criança, acreditar em DEUS como está escrito nos blogs apologéticos é dilacerar o corpo, a alma e o espírito. FÉ não se pesa, nem se mede, se fazemos isso, somos encontrados em conta, em dívida, pois nada valemos, somos somente palha que o vento dispersa.

Creio tanto em DEUS, acredito tanto em JESUS, a certeza de que o ESPÍRITO SANTO existe, já basta pra mim.

Preciso  do meu referencial para continuar minha jornada como ser humano. Estou tão perdida de mim mesma, sem sonhos, sem visões, sem desejos, sem utopias, sem vontades.

Cada dia que passa lamento o fato de ter sobrevivido à cirurgia, não amo mais ler, não amo mais cantar, não amor mais dançar. Preciso encontrar o meu referencial. Talvez algo que tenha se perdido na própria cirurgia, como algumas lembranças, que só agora estão voltando. Preciso encontrar o meu referencial, preciso de um motivo para continuar a existir como ser humano.

Depois do sonho resolvi reler agendas antigas, de 1993 a 1999; foi um horror, só me senti bem depois que rasguei todas e joguei no lixo, parece que purifiquei minha alma, expulsando fantasmas da minha vida.


Postar um comentário