28/08/2016

PALAVRAS DE glauciasemfalas



Sou a 3ª geração da militância política da minha família. Comecei na militância em 1978, aos 15 anos de idade. Sempre morei em Brasília e sempre militei na esquerda. Se existem pessoas realmente decepcionadas são pessoas como eu que acompanharam de perto por quase 30 anos. Fui militante da rua, militante da linha de frente e chamada para articular quando as esquerdas não se entendiam.

Concordo com o Rubem Alves, que escreveu "O que é Religião" e "O Enigma da Religião"; o lugar que a igreja não ocupou no coração dos homens, Che Guevara, Fidel, Lenin, Marx, Lula e tantos outros ocuparam.

Militei nas ruas da cidade de Brasília com milhares de pessoas, cercada pelo exército, polícia de choque, porque buscava por esperança, por um mundo melhor. Eu vi de perto as atrocidades cometidas aqui durante o governo militar e onde estava a Igreja Protestante?

Muitos falam do que ouviram, ou viram em mentiras publicadas em jornais e revistas comprados, eu falo do que eu vi e vivi de perto. Um ministro de estado mandar fuzilar manifestantes durante uma manifestação pública, no horário da noite, ninguém ia ver. Muitos se manifestavam noite a dentro. E onde estavam os protestantes, a Igreja Protestante?

Passei a minha vida inteira estudando Ciência Social Político Religiosa, e estudo até hoje. Li "O Poder Secreto" do Prof. Armindo Abreu, que muitos criticam o autor por ser militar, mas deveriam ler o livro.

Não importa quem está no poder, quem seja o presidente, quem manda é a classe dominante. Existe uma oligarquia que ocupa o poder há várias gerações, algumas há milhares. Homens eleitos não passam de marionetes.

Interessante é a carta que o presidente do Irã escreveu para o ex-presidente Bush, é bom ler, é de envergonhar quem se diz crente.

Sobre Israel, eles são os detentores de grande parte do capital que gira no mundo, e isso há milhares de anos. Há alguns anos atrás morreu um banqueiro judeu que era a milésima geração de banqueiros da família dele.

Existe um banco de Israel, banco judeu, que foi criado quando o povo estava no exílio na Babilônia, na época de Daniel ainda. Tal banco existe até hoje e nem foi abalado pela crise econômica mundial.

Daí eu aprendi, não importa em quem eu vote: judiciário, legislativo e a mídia tiram. Por isso e outras coisas mais clamo pela volta do meu SENHOR JESUS.
Postar um comentário