12/09/2014

CALADO

CALADO




Calado joga com a vida... 
Está além de tudo e de todos...
Ri, às vezes sem graça...
Lê os sons, os gestos, o olhar, o entrar, o sair...
Olha, observa, mas se fecha...
Solítario, sim; sozinho, não...
Realiza seus sonhos...
Ouve seus sentidos...
Brinca com vidas...
Elabora projetos futuros
Ronda minha porta...
Toca com sentimento...
Onde vive é o seu mundo...
Rindo é mais bonito...
Quando ouve, demonstra atenção...
Sabe a diferença entre o certo e o errado...
Reflete uma imagem que ninguém vê...
Investe sempre em si mesmo...
Guardado dentro de si não se abre...
Universo não manifesto...
Escolhendo, prova todas...
Silêncio! Ele está calado....
Postar um comentário