17/06/2009

Um Simples Poema

O SER E O AMOR

O ser precede o fazer
O que fazemos
é determinado
pelo o que somos

O amor aceita o outro
como ele é
É compassivo, perdoa
Pensa sempre o melhor


Miquéias 06:08
Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.
I-Coríntios 13
4 O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece,
5 não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal;
6 não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade;
7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
Amar é bom. A maioria afirma que é o melhor sentimento que alguém pode nutrir. Agora ao atravessar a distância entre quem sente o amar até a pessoa que é o amor, fica difícil amar este amor.
Ser paciente com um amor por vezes impaciente, inquieto, inconstante. Ser benigno com um amor que não demonstra nenhum benignidade. Não sentir ciúmes de um amor, que chama atenção por onde passa.
Não se ufanar por um amor, que você tem como todo seu. Não se ensoberbecer por ter este amor só para si.

Não ser incoveniente quando alguém aborda seu amor. Não procurar seus interesses, quando todos eles estão no amor. Não se exasperar, quanto tudo é esse amor!
Não se ressentir do mal que este amor trouxer. Não se alegrar com a injustiça sofrida por este amor, que te trouxe o mal; mas se regozijar com a verdade, que se você amasse tanto, sempre se regozijaria com a verdade.
Eu nunca me casei, passei a vida inteira observndo homens e mulheres que diziam amar. Vi muito poucos ser paciente com seu amor,;ser benigo, quase nunca; arder em ciúmes, sempre.
Não se ufanar, nem se ensoberbecer, quando se tem ao lado alguém para desfilar, mostrar pra todo mundo.
Não se conduzir incovenientemente, quando existe alguém dando em cima do objeto do seu amor! Afinal de contas cada um deve cuidar dos seus interesses. Como não se exasperar e nem se ressentir de tamanho mal?
Como não se alegrar com a injustiça em casos como estes, em que alguém ousa se aproximar do objeto do seu amor?
Como se regozijar com a verdade que diz que devemos amar ao próximo como a nós mesmo? Como entender esta verdade?
Quem ama verdadeiramente é paciente com o seu amor, é benigno com o seu amor, não sente ciúmes do seu amor, porque o amor não é escravo de quem o ama.
Quem ama de verdade, não se ufana, não fica arrogante, não trata o amor com arrogância; não se ensoberbece, todo cheio de si, de orgulho prepotência, pisando muitas vezes na pessoa amada.
A pessoa diz que ama e se conduz incovenientemente, se expõe publicamente, grita, xinga, briga, desce dos tamancos, roda a bahiana, paga mico, dá vexame. Trai, mente, engana. Se desnuda em público.
Tanta coisa, tantas atitudes que não são convenientes no amor. O conveniente no amor é amar.
Quem ama não procura seus interesses. Está sempre interessado em seu amor, no bem do seu amor, no que é melhor pro seu amor.
"Que interesse tenho eu que não seja ver o melhor pra pessoa que amo?" Até mesmo abrir mão dela, só pra vê-la feliz. Se pra ele ser feliz é estar com outra pessoa, é um preço bom pra ser pago.
Não se exasperar, não ficar irritado, não se aborrecer com a pessoa amada, mas compreender, entender, conversar, se comunicar.
Quem ama não se ressente do mal. Defeitos todo mundo tem, de que vale ficar ressentido, quando também temos defeitos que chocam e magoam.
Amar e se alegrar com a injustiça. Amar é justo. E se eu amo, mas o meu amor precisar ir, é justo que vá em paz, é justo que seja feliz, para onde quer que ele vá e seja lá com quem for; e mesmo que seja sem ninguém.
Quem ama sempre se regozija com a verdade, sempre se alegra com a verdade. A verdade faz parte do amor.
Quem ama de verdade tudo sofre pelo seu amor, tudo espera pelo seu amor, tudo suporta pelo seu amor. E só quem conseguiu amar assim foi JESUS.
JESUS se fez amor por nós, se colocou no lugar do objeto do nosso amor e nos mostrou como é que tratamos muitas vezes o nosso amor.
A gente faz o nosso amor carregar uma cruz por nós, carregar o peso de todo o nosso sentimento, arrastar este peso pelas ruas da cidade, se expondo publicamente e apaiando em nome desse amor.
Se fez amor por nós e foi preso em uma cruz, pra nos mostrar que prendemos o amor em uma cruz.
JESUS nos amou até a morte e morte de cruz. Queremos que o nosso amor nos ame até a morte e morte de cruz, pois crucificamos este amor.
JESUS se fez amor por nós na cruz, morreu por amor por nós na cruz; foi enterrado por nós. Imagina o amor sendo enterrado, o amor sendo morto e sepultado.
Mas esse amor não aguentou ficar morto, venceu a morte e ressuscitou;ficou morto até não suportar mais e ressuscitar.
Quem ama ao próximo dessa forma?
Quem ama o seu amor como JESUS nos amou?



Postar um comentário