03/11/2009

HEBREUS 05; Orando por meus amigos(as) blogueiros(as): Teóphilo, Leonardo, Ednelson, Danilo, Nani, Márcia e Jonara.


Aprendi, há muitos anos, com um casal da “Igreja” do Watchman Nee a orar lendo.
Desde então, toda vez que me coloco a orar tenho que estar lendo a Bíblia, ou me lembrar de algo que já li.
No momento estou lendo e estudando o livro de Hebreus, um propósito que fiz de ler e estudar toda a Bíblia em voz alta.
Cheguei ao livro de Hebreus. Um livro que pouco sei, e muito pouco entendo dele.
Por isso oro ao Senhor meu DEUS em o Nome
JESUS, que através do seu ESPÍRITO SANTO nos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação.
Hebreus 5
1
Porque todo o sumo sacerdote, tomado dentre os homens, é constituído a favor dos homens nas coisas concernentes a Deus, para que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados;
JESUS se esvaziou de toda sua forma divina e veio em forma humana, somente para cumprir a vontade do pai; que o tomou dentre os homens e o constituiu a favor dos homens nas coisas concernentes a Ele mesmo: DEUS.
JESUS foi obediente ao PAI até a morte e morte de cruz. Ele se ofereceu, se ofertou. Se fez sacrifício por nós, pelos nossos pecados.
JESUS nos deu o seu dom mais precioso, a sua VIDA; derramando a sua alma na morte, e por cada um de nós, transgressores, Ele intercede junto ao pai.
2
E possa compadecer-se ternamente dos ignorantes e errados; pois também ele mesmo está rodeado de fraqueza.
JESUS se compadeceu dos ignorantes e dos errados, pois Ele andou em nosso meio, Ele se viu rodeado de fraqueza humana; em tantas histórias, como na de Pedro, na de Judas, na de Zaqueu, na de Simão, de Pôncio Pilatos, Anás, de Caifás, … e de tantos outros.
Quantos de nós estamos cercados de fraquezas humanas? Quantos de nós somos fracos humanamente? Quanto tempo ainda temos que esperar?
Enquanto esperamos devemos orar uns pelos outros, aconchegantemente, trazendo para junto, para dentro do coração.
É aí que me lembro das noites da fogueira na chácara da minha avó, em que a prosa era tão boa, que mesmo com todo o frio da noite, depois da fogueira apagada, a gente continuava proseando, porque a gente estava todos juntinhos, aconchegados, abraçados uns aos outros.
A fogueira externa pagava, mas o coração aquecia, porque éramos naquele momento em que estávamos aconchegados: um só coração.
3
E por esta causa deve ele, tanto pelo povo, como também por si mesmo, fazer oferta pelos pecados.
O sumo sacerdote quanto entrava no Santo dos Santos tinha que fazer oferta por ele mesmo e por todo o povo. Tinha que trazer em si aconchegado nele, o pecado de todos e os dele. Tinha que ser um só coração, o dele e de todo o povo.
Mas era muito peso para o pobre de um sumo sacerdote; não há peso para um coração cheio de AMOR.
No entanto, será que o coração de um sumo sacerdote era tão cheio de AMOR?
Eu não sei, o que sei e o que creio é que o coração de JESUS, o Senhor JESUS era tão cheio de AMOR, era pleno de amor, nos amando até a morte.
4
E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão.
Foi chamado por DEUS e foi obediente até a morte.
Quantos de nós somos chamados por DEUS e somos obedientes até a morte?
Quantos somos obedientes até a morte deste infeliz ego que habita o nosso ser interior contra a nossa “vontade”, que mesmo a gente colocando ele para fora, expulsando ele todo dia, ele insiste em não querer sair.
JESUS era DEUS, se esvaziou do ser DEUS e veio como um mísero homem, um mísero ser, para ver, sentir na pele o que Ele e o Pai já sabiam: “que não há um justo, nenhum sequer.”
Agora a gente olha para o lado e vê pastores que se negam a liberar perdão, quando ele deveria se fazer perdão.
Muitos se negam a AMAR, quando deveriam se fazer, ser a verdadeira palavra AMOR.
5
Assim também Cristo não se glorificou a si mesmo, para se fazer sumo sacerdote, mas aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, Hoje te gerei.
JESUS não se glorificou a si mesmo, mas sim aquele que o enviou e que testificou e testemunhou dizendo d’Ele: “Este é o meu Filho Amado, Hoje te gerei.”
JESUS não fez a vontade d’Ele mas a vontade do Pai, que era oferecer o próprio filho em holocausto para salvar um bando de pecadores.
O que vemos são uma série de pessoas querendo glorificar a si mesmas, condenando pecados alheios, quando JESUS morreu na cruz por cada pecador.
Me digam quem é que está dando crédito a esta pregação? Me digam a quem está sendo revelado o braço do Senhor?
JESUS foi subindo como renovo, feito raiz de uma terra seca, não tinha beleza nem formosura.
E olhando nós para Ele nenhuma beleza víamos, que o desejássemos.
Era indigno e o mais desprezado entre os homens.
Homem de dores e que sabe o que é padecer, e d’Ele não fizemos e não fazemos caso algum.
Sabe por quê? Por que Ele, JESUS, Ele não era bonito como eu, não tinha uma bela aparência como a minha. Ele não tinha a beleza que há em mim. Indigno e desprezado.
Cada vez que deixamos de perdoar, agimos exatamente como está escrito em Isaías 53.
6
Como também diz, noutro lugar: Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque.
Mas daí chega o mistério, falando que JESUS é sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque, sem origem de dias e sem final de dias.
Por ter obedecido ao Pai em AMOR, com AMOR, cheio de AMOR.
Não tem como, não existe uma forma de perdoar que não passe por um coração cheio de AMOR, carregado de AMOR, aconchegado de AMOR.
7
O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia.
JESUS temia ver o homem definitivamente morto, a humanidade completamente destruída.
Acontecesse o que acontecesse, JESUS continuaria a ser DEUS e, a gente, todos nós estaríamos destinados à perdição eterna.
Com toda a dor que transpassava a sua alma, Ele não suportou ver o nosso fim.
JESUS chorou por não conseguir agüentar dentro do coração d’Ele vislumbrar o nosso fim sem resgate, sem perdão, sem salvação: SEM REMISSÃO DE PECADO.
E eu tenho que suportar abrir blogs e ler declarações de não perdão, de pessoas que se acham mais que JESUS.
Por isso clamo a DEUS, em o nome de JESUS, por meus amados e amadas: Teo, Leo, Ed, Dan, Nani, Márcia e Jonara; que o Senhor esteja fortalecendo eles dia a dia; protegendo e guardando cada um deles juntamente com todos os seus familiares.
Se JESUS se fez maldição por nós, porque está escrito maldito toda aquele pendurado no madeiro; JESUS se fez perdão por nós.
JESUS é o perdão que devemos ter uns pelos outros, que devemos dar uns aos outros.
8
Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.
JESUS como filho aprendeu obediência por aquilo que padeceu, e padeceu por cada um de nós.
Como é que JESUS padeceu o que padeceu por cada um de nós e a gente não consegue perdoar?
Se a gente não consegue perdoar uma pessoa que está lá no Amazonas, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Peru, EUA, Peru, Brasília…
Como é que a gente vai conseguir perdoar quem está do nosso lado, convivendo conosco no dia a dia?
É muito mais fácil perdoar quem está longe do que quem está perto; se não consigo perdoar quem está longe, quem está perto já era, vai morrer sem perdão: está condenado. A sentença é de morte.
A sentença é de morte para quem condena e não para quem está sendo condenado, pois esta lei não é humana, não é feita por homens.
Estão esquecendo que é uma lei feita por DEUS, se você vai levar a sua oferta ao altar e se lembrar de que o seu irmão tem algo contra você, vá lá o quanto antes.
Vá se reconciliar com o seu irmão depressa, vá conversar, vá se entender, vá conciliar.
Antes que o seu irmão fique cheio de dores, sofra, chore, adoeça de tristeza e começa a lamentar por tudo o que você está fazendo com que ele passe, sofra.
Daí você será entregue aos verdugos e terá que se explicar, e não sairá até pagar o último ceitil.
JESUS padeceu em ver todo o sofrimento humano, só em ver.
A gente não se compadece nem de ver o sofrimento humano e nem de impingir sofrimento humano.
JESUS carregou sobre si mesmo todo esse sofrimento, que não era d’Ele, mas Ele tomou para Ele.
9
E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem;
E naquele momento derradeiro em que derramou a sua alma na morte, JESUS falou a frase, a oração mais bela de todas: ESTÁ CONSUMADO.
ESTÁ CONSUMADO, em Tuas mão eu entrego meu espírito.
Como é que JESUS sofrendo tudo isso por cada um de nós, a gente ainda assim não perdoa, julga, condena e mata.
Julga que fulano não tem direito a perdão. Quem de nós pode julgar quem cometeu pecado contra o Espírito Santo? Que eu saiba é o único pecado que não tem perdão; ou JESUS se referiu a algum outro que não consta na Bíblia?
JESUS é a minha salvação, é a nossa salvação, é a salvação de todo aquele que n’Ele crê.
Como é que eu ou qualquer pessoa pode julgar quem crê ou quem não crê, em um dom que é dado por DEUS, pois a FÉ é dom de DEUS.
10
Chamado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.
JESUS foi chamado por DEUS sumo sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque, sem origem de dias e sem final de dias.
É sério, não é brincadeira, clamar um nome desse em vão.
Brincar com o nome do Senhor, se arvorando em não perdoar como se fôssemos os detentores de tal “poder com onipotência”.
De DEUS não se zomba, a quem muito é dado, muito é cobrado.
Faz curso de pastor, lê muitos livros, muitas teologias, muitas filosofias, muitas Bíblias, em várias versões; sem perdão tudo isso é nada.
Sem AMOR nem o nada existe, é como o címbalo que retine, só faz barulho, mas não produz música.
11
Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir.
Negligente para ouvir, fazendo ouvidos moucos, fazendo de conta que não está ouvindo nada, por não ser conveniente, por não ser exatamente o que quer ouvir.
É de difícil interpretação, pois o AMOR é de difícil interpretação para quem odeia.
O ato de PERDOAR é de difícil interpretação para quem não tem capacidade para AMAR quem o Senhor JESUS mandou AMAR:
“NOVO MANDAMENTO VOS DOU, QUE VOS AMEIS UNS AOS OUTROS.”
Não é um pedido, é um mandamento, é uma ordem, é uma lei; uma lei de AMOR que rege todo o universo.
É por causa da quebra dessa lei que o inferno se faz, que a guerra se instaura, que o mal invade e o anticristo se aproxima à passos largos.
12
Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.
E muitos são mestres, são pastores, doutores da lei, ensinam; e não conseguem digerir o sólido mantimento da Palavra de DEUS que é o mandamento de AMOR.
Se AMAR fosse fácil, o tráfego de veículos urbanos seria o melhor local do mundo para ser feliz.
Quero ver um cristão genuíno levar uma fechada no trânsito e dar um glória a DEUS.
Digere aí este sólido mantimento chamado AMOR ao próximo, AMOR INCODICIONAL, mesmo ele sendo um pastor divorciado.
Digere esse ou volta para o leitinho, mas coloca água para diluir o leite, que o intestino do bebê está muito fraquinho.
Fala sério! Um bando de marmanjo fazendo beicinho, se achando melhor que o outro, quando um sem o outro não é nada.
Quando o único modo de crescer é todos juntos, caminhando juntos, andando juntos, lado a lado, como renovo.
Como é que consegue ver a raiz de uma terra seca? Como?
JESUS é essa raiz que vai subindo como renovo de dentro de um coração quebrantado.
Sim, JESUS é essa raiz de uma terra seca. A gente tem que deixar JESUS agir nessa situação, no coração de cada um de nós.
Coração feito de terra seca, neste coração pode brotar esta raiz chamada JESUS.
Deixa que Ele faça a obra em seu coração., que Ele entre como semente e faça uma obra de AMOR, de PERDÃO de SALVAÇÃO ETERNA.
Mas é um processo diário contínuo, não olha para a beleza, olha para o renovo, olha para JESUS e deseje a presença d’Ele a cada dia em sua vida, e no dia a dia.
13
Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.
Não está experimentado na palavra da justiça, precisa de leite porque é menino.
A palavra da justiça é a palavra de Salvação. JESUS morrendo na cruz se fez justiça por nós. Morreu por nós. Morreu por AMOR a cada um de nós.
Se não conseguimos entender isso, não conseguimos digerir este alimento sólido, temos mais é que beber leitinho e continuar ouvindo parábolas, só ouvindo; e não fazendo nada? Até quando?
Se são meninos, por que tocamos música e não dançaram, falamos coisas engraçadas e não sorriram? cadê a disposição de meninos?
Há algo de errado, pois além de não estarem experimentados na palavra da justiça, também não conseguem se alimentar do leite espiritual?
Não conseguem ouvir, entender, interpretar cada uma das parábolas do Senhor JESUS; e o Sermão da Montanha, muito menos?
14
Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.
O mantimento sólido é o AMOR, é a atitude de AMAR, é o exercício do AMOR através do PERDÃO.
Este alimento sólido é para os perfeitos, e infelizmente, na blogosfera eles são poucos; e os poucos que existem estão sendo massacrados pelos doutores da lei.
Míseros doutores da lei, pobres,cegos e nus; não se colocam no lugar daquele que estão condenando nem por um minuto.
E se fizessem tal diriam com certeza que jamais fariam tal coisa, sendo que nenhum deles conseguiriam passar por tal prova aprovados.
Eles estão acostumados a não liberar PERDÃO na vida do próximo, a não andar com ele mais uma milha, a não lhe dar mais uma túnica.
Os doutores da lei não querem exercitar os sentidos para discernir nem o bem e muito menos o mal.
Ei, tu que dormes, desperta-te dentre os mortos e Cristo de esclarecerá.
Cristo te iluminará. Mas eles estão todos nas trevas, não querem olhar para a luz que Cristo está lhes apresentando.
A luz do AMOR que JESUS carrega é uma luz muito forte, é uma luz tão poderosa chamada PALAVRA.
JESUS está falando está PALAVRA neste momento, entretando os olhos deles estão ofuscados por uma luz tão forte; e os ouvidos moucos, por um som de uma PALAVRA tão forte:
Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

25/10/2009

SAUDADES DA CHÁCARA DA MINHA AVÓ E ORANDO POR MEUS AMADOS BLOGUEIROS E BLOGUEIRAS

Esta fogueira me lembra bem da noites frias na chácara da minha vó, lá pelos idos da década de 70.
Aqui na pequena cidade serrana de Sobradinho/DF, ainda fria no inverno, muito fria em alguns anos; era extremamente na década de 70.
Fazíamos uma fogueira para nos aquecermos no calor dela, à noitinha, enquanto conversávamos e nos aconchegávamos uns aos outros, pois o frio era tanto que a fogueira não era suficiente.
Hoje, quantos estão dentro de uma noite fria e ligam a internet para se aquecer?
A internet me lembra aquela fogueira, que ficávamos sentados ao redor dela, conversando sobre o que fizemos durante o dia, ou durante a semana, contávamos piadas.
E o mais incrível, para mim era lindo; a fogueira apagava, mas a gente continuava a prosa, porque estávamos tão aconchegados uns aos outros que a gente nem percebia.
Hoje quando entro na internet, me lembro daquelas noites frias, tão frias que era necessário acender uma fogueira.
Chego na blogosfera e encontro os meus amigos de aconchego. Aquele bom papo, que aquece o coração, pessoas cheias de calor humano que encontrei nos blogs.
Para cada um desses meus amigos do aconchego, que estão me mantendo aquecida, me lembrando de que ainda estou viva, porque DEUS tem um propósito para me manter viva, eles me convenceram…
Aqui vai o meu agradecimento a cada um deles e a certeza de que estarei orando por cada um de vocês, por cada família de vocês, por cada um de seus blogs, até o início do ano que vem.
Clamando a DEUS, em o nome de JESUS, que fortaleça cada um de vocês através do ESPÍRITO SANTO de DEUS,  fortalecendo o ser interior, o espírito de cada um de vocês.
Pois a batalha que se aproxima, e já está às nossas portas, é ferrenha e necessita de cada um desses Generais na linha de frente do Exército do Senhor JESUS, pois a batalha é grande.
Lembrando de que nossa luta não é contra carne e sangue, mas sim contra principados e potestades, os seres espirituais da maldade que atuam nas regiões celestiais;
Onde já fomos abençoados com toda sorte de Bênção Espiritual nas Regiões Celestiais em Cristo JESUS.
Tudo indica que em DEZEMBRO/2009 será instituída a Nova Ordem Mundial; por isso e por causa de todos os ataques que cada um de vocês já estão sofrendo, pois o Senhor JESUS está usando cada um de vocês; é que estarei orando por cada um de vocês:
Teóphilo Noturno do “Este Mundo Jaz no Maligno” http://blog.teophilo.info/
Leonardo e Jonara Gonçalves do Púlpito Cristão http://www.pulpitocristao.com/
Danilo Fernandes do Genizah Apologética Humor http://www.genizahvirtual.com/
Márcia Gizella do Não Abro Mão da Graça http://agracadedeusmebasta.blogspot.com
Ednelson do Vontando ao Gênesis http://edmaisbom.blogspot.com/

11/10/2009

“Danese e a letra errada da história de Zaqueu” Escrito por Gláucia Carneiro

  _Danese, desce já daí, cabra! Eu te avisei pra não fazer esta música  com esta história de querer subir. _Tanto lugar pra você querer subir, foi subir logo na minha paciência.
_Desce daí cara, e me dá esse cd. Eu te avisei que ía reivindicar o meu direito autoral, pois a história é minha, seu infeliz;  a diferença não foi eu ter subido, sua anta, foi teu ter descido.
_Vamos fazer um negócio, você desce,  eu disse ao Senhor que eu daria aos pobres metade dos meus bens, e dei; e, se nalguma coisa tinha defraudado alguém, o restituíria quadruplicado, e restituí…
_Mas, tu, cabra safado, eu te avisei, que se usasse o meu nome pra fazer letra eu ía te dar umas 40 chibatadas e desce já pra apanhar.
_Zaqueu, moço, pensa, eu tava tão precisado de uns trocadozim. O que é só um pouquim pra quem já ganhou tanto como o meu senhor Zaqueu.
_É, você, fez o contrário do que fiz, fez pior, roubou meu nome e ainda fez letra errada da minha história, e agora  que eu tô transformado, não posso deixar passar batido uma estória mentirosa dessa que você está contando a meu respeito.
_Desce já para apanhar, é melhor levar 40 chibatadas, como está escrito no livro da lei do que pagar meu direito autoral, como está escrito no livro dos homens.
_Zaqueu, home, eu não acredito, tu alcançou perdão e não me perdoa.
_Danese, você virou ídolo, virou referência de letra errada, imagina um bocado de gente querendo repetir seu erro, fazer o mesmo que você fez. Eu tenho que te dar uma lição e que isso sirva de exemplo para outros tantos iguais a você que se chamam de levita, ficam levitando, subindo em árvore alheia, encrevendo letra errada da vida dos outros.
_Eu não, eu sou o Danese; você, Zaqueu só ficou conhecido graças a mim. Eu ganhei muito dinheiro e ainda tô ganhando, posso pagar o tal direito.
_Cabra, eu vou mandar cortar esse pe-de-pau com tu aí em cima, só pra ver a queda, desce enquanto tu pode, se não tu não vai descer, vai é cair, e que queda. Além da queda ainda vai me pagar meio milhão em dinheiro, por roubo da minha história, escrever letra errada dela e por perdas e danos que me causou.
_MEIO MILHÃO!!! Tudo isso, o Dr. adevogado disse que era só uma merreca.
_O seu Dr. adevogado, amigo daquela corja liderada pelo Macedão, já entrou no vôo fretado do TerraNostra acompanhando outros incrédulos iguais a você, que vivem por aí, levitando de igreja em igreja, pelo Brasil adentro.
_Sendo assim, eu vou descer, mas bate bem de levezinho, porque 40 é muita chibatada, e eu ainda tenho uma apresentação hoje mais tarde.
MORAL DA HISTÓRIA, HONORÁVEIS AMIGUINHOS, HÁ MOMENTOS NA VIDA QUE É MELHOR LEVAR UMAS CHIBATADAS, DO QUE PERDER MILHÕES DE MOEDAS GUARDADAS

‘O problema não são os piratas – é a lei’

Segunda-feira, 9 de Março de 2009 comentários
Etiquetas: pirataria, recursos
lessigUma entrevista com Lawrence Lessig. Para quem não sabe, o Lessig é o criador do Creative Commons, uma organização não-lucrativa que oferece ferramentas para que as pessoas possam disponibilizar seu trabalho com a liberdade que queiram, saindo do habitual “Todos os direitos reservados” para “Alguns direitos reservados”.
Uma das maiores autoridades do mundo em direitos autorais na era digital, ele concorda: ‘Sim, somos todos piratas’
E conclui citando nosso ex-Ministro da Cultura: “Se eu faço um remix de uma música do Gil e compartilho com meus amigos, ele não deve se preocupar com isso, porque não irá canibalizar seu valor de marketing. Mas se eu monto um site e coloco todo o trabalho do Gil e dou para as pessoas de graça, acho que o Gil pode – e deve – reclamar”.

Encontrei este email antigo em minha caixa de entrada do hotmail, que veio a calhar com minha atenção atual.
Eu concordo que o problema não é a pirataria, o problema é a lei; se a lei defende o direito autoral, devemos obedecê-la.
O exemplo dado sobre a divulgação da produção musical do Gilberto Gil é bem esclarecedor.
Fazer um remix e compartilhar com os amigos, não é canibalizar o trabalho alheio, mas sim divulgar um trabalho que julgamos ser um bom trabalho.
Mas montar um blog e colocar todo o trabalho de determinado autor ou de determinados autores, e de graça, sem a autorização dele ou deles, é preocupante; e tais autores devem reclamar os seus direitos autorais.
Postar textos que já rolam na internet é bem diferente de abrir livros e postar capítulos e obras inteiras de um autor, sem que este saiba do que se passa.
Já existem autores e editoras que disponibilizam seus textos e títulos online sem ônus algum a quem estiver interessado.
A questão é que tais editoras e autores são de desconhecimento público, mas nem por isso sem qualidade.
Se existem os textos livres para serem postados, por que usar textos de autores que estão à venda?
E se estão à venda, é por que tais autores, em alguns casos, vivem da venda de seus livros, se é que nos dias de hoje alguém pode viver de produção literária.
É só uma alerta a ser observado sempre que for postar um texto de algum autor, verificar se o texto é livre; se não for, divulgue a obra do autor fazendo uma resenha do livro dele ou uma crítica.
Quem escreve sempre quer ser lido, mas fica triste ao ver seu texto copiado e logo abaixo assinado por um outro autor, o que configura um crime e roubo de direito autoral.

08/10/2009

“POSTAR” OU NÃO “POSTAR”… EIS A QUESTÃO…

QUE TIPO DE BLOGUEIRO(A) VOCÊ É?
Atualmente estou aposentada por motivo de saúde; mas durante a minha vida inteira fui uma pessoa apaixonada por leitura.
Trabalhei diretamente com textos durante 15 anos, sempre amei ler cada um deles.
Foi DEUS quem me levou a trabalhar com Ensino na Rede Pública do Distrito Federal, eu só queria passar em qualquer concurso.
Eu fiz algumas observações sobre o tamanho dos posts. Alguns posts longos, depois de copiados e colados no word totalizam 8 páginas, geralmente o capítulo de um livro.
Comentei a respeito, realmente era o capítulo de um livro; ou seja, alguns desses posts longos são capítulos de livros, na sua íntegra, capítulos que poderiam ser resumidos, ou simplesmente aparecer somente os tópicos.
Outro ponto a se destacar é que nem todo mundo tem tempo de ler posts enormes. Há algumas pessoas, aqui no Brasil, que nem computador tem em casa.
Justamente por não ter computador em casa, acompanha os blogs no computador do trabalho, no intervalo do almoço, do lanche, ou no horário do descanso. Será que essa pessoa vai ter tempo de ler esse post tão grande?
E se for mais de um post e mais de um blog, como é que essa pessoa vai fazer para ver tudo? Se ela gravar no computador e o chefe ver, como ela fica?
E se ela tem computador em casa, mas trabalhar o dia inteiro e fizer faculdade à noite e só chegar em casa depois da meia-noite, tendo que sair de casa às seis da manhã?
E a Bíblia? E os horários de oração? E a família? E a Igreja? Eu sou aposentada, tenho tempo, mas e essas pessoas que trabalham, estudam?
Sei que posso estar sendo exagerada e como mulher não posso ensinar, mas raciocina comigo acompanhar 4 blogs que resolve fazer posts geralmente longos, cada post colocado no word totalizando 8 páginas.
Em um dia, totalizando 32 páginas; se fizer duas vezes por semana, como está acontecendo com alguns, estão totalizando 64 páginas.
Não quero ser reacionária. Já me falaram para imprimir. Nem todo mundo tem impressora, nem condições de estar imprimindo; e para quê imprimir um texto que pode ser resumido.
Ler posts muito grandes me faz ficar muito tempo em frente ao munitor, forçar a minha visão e ter fortes dores nos olhos me levando às enxaquecas, que nem morfina passa.
Fico a pensar… e se o problema de saúde que eu passo não é só meu; se não existe pelo Brasil afora, pessoas com problemas de saúde que as impede de ficar tantas horas na frente de um computador por causa de um texto tão longo, que poderia ser simplesmente dividido.
Não é deixar de postar o post, mas, ou resumi-lo, ou dividi-lo em partes, como eu venho sugerindo, mas alguns não aceitaram.


Fiquem na paz do Senhor JESUS,
Sempre e eternamente abençoados DEUS.

03/10/2009

LUZ escrito por Gláucia da Silva

LUZ
Te amei em um momento perdido
Te ouvi por estar esquecida
Pensei: "Ele é a minha Luz"
Senti todo o meu engano recuar
Você se foi, mas a minha luz não
Ela estava em mim, não era você
Hoje, revejo você depois de tantos anos,
com a mesma dor e os mesmos enganos
Caminhando na luz de mulheres que você
vai encontrando por onde passa e mente
Não importa, a sua mentira, não é a minha verdade
Continua sendo a sua mentira, só sua.
Quem não sabe se dividir, não sabe somar,
tem medo de admitir que precisa
Enquanto isso, nós mulheres seguimos
cheias de LUZ e felizes por saber o que queremos
Tudo o que uma mulher quer
é SER AMADA, ela não quer mais nada.

02/10/2009

Casamentos acabados, vidas destrídas, mesmo depois de muitos anos (texto de Gláucia Carneiro)


 
O casamento acabou, para uma foi há uns dez anos, para outra já tem uns quinze e para outra mais de vinte, mas cada uma fala de tudo como se tivesse ocorrido ontem.
Cada uma ainda fala do ex marido como se ainda estivessem juntos, como se tudo tivesse acabado de acontecer Como ainda dói o momento do abandono!
Fico olhando cada uma dessas mulherem não terem reconstruídos suas vidas. Não terem conseguido.
Uma se casou novamente, mas foi tudo ilusão, mais uma vez correr atrás do vento. Devido ao estado fragilizado em que estava, se casou com um golpista, desses que roubam cartões, cheques e falsificam. Antes que piorasse a situação, decidiu se separar.
A outra tentou viver maritalmente, mas tem medo de sair novamente da casa da mãe e mais uma vez passar por tudo o que passou no primeiro casamento.
A outra desistiu, resolveu que nunca mais se casará, nem
vai se envolver novamente.
Imagina a situação: três mulheres, cada uma com quase 50 anos morando na casa da mãe.
E as filhas? O interessante é que todas tiveram filhas. Filhas que se entristecem ao presenciarem a dor de seus mães.
Filhas, algumas que já estão passando pelo mesmo que a mãe, também acreditando em um casamento cheio de amor.
Me parece que alguns homens ainda continuam não se sentindo prontos para o casamento, mas se sentem pronto para praticarem o sexo irresponsável e terem filhos irresponsavelmente.
E as mulheres, algumas, continuam a acreditar em um casamento duradouro e cheio de amor eterno.

Por que os Casamentos Acabam por Gláucia Carneiro

Fico a observar amigas que conheço há muito tempo, algumas, há quase 25 anos; mulheres que conheceram alguém, namoraram durante um certo tempo, se organizaram junto com o noivo, para até o momento de estarem prontos para o casamento e se casaram.
Tempos depois, grande surpresa para todos, é anunciado o fim do casamento. todos querendo saber o motivo, ou os motivos, as famílias de ambos os cônjuges.
Queriam saber se o motivo era traíção, adultério; porque o adultério geralmente marca o fim de todos os casamentos.
Ciúmes, invejas, incompatibilidade, hoje em dia, com ambos trabalhando fora, há casos de concorrência dentro e fora do lar.
Não houve adultério, nem ciúmes, nem invejas, nem incompatibilidade, nem concorrência; mas pasmem o grande motivo foi que o homem chegou a  conclusão que não queria estar mais casado.
Ele percebeu que se casou muito jovem, sem ter vivido o suficiente, como se o casamento tivesse provocado a morte dele.
Ele se sentia ainda muito jovem, queria viver, curtir, se divertir, e um casamento iria impedi-lo de fazer tudo aquilo que tinha vontade de fazer.
Não queria estar preso, ter amarras. Ele estava se sentindo como um pássaro em uma gaiola.
E ela, como estava se sentindo? Aquele amor era tudo para ela? ela não conseguia ver a vida dela sem ele?
O casamento para ela era a vida, estar ao lado dele era estar construindo uma vida juntos, a quatro mãos.
O anúncio do fim do casamento marca o momento em que um pedaço dela está sendo arrancado, como naquela música do chico Buarque:

Pedaço de Mim

Chico Buarque

Composição: Chico Buarque
Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar
Oh, pedaço de mim
Oh, metade exilada de mim
Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais
Oh, pedaço de mim
Oh, metade arrancada de mim
Leva o vulto teu
Que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto
Do filho que já morreu
Oh, pedaço de mim
Oh, metade amputada de mim
Leva o que há de ti
Que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada
No membro que já perdi
Oh, pedaço de mim
Oh, metade adorada de mim
Lava os olhos meus
Que a saudade é o pior castigo
E eu não quero levar comigo
A mortalha do amor
Adeus

29/09/2009

BLOGAGEM DOMÉSTICA

Assim passamos os nossos dias, eu e meu filho; enquanto eu acompanho os blogs, meu filho vai tocando  a agência de publicidade e propaganda dele a IMAGEM DESIGN:
A BLOGAGEM DOMÉSTICA é exercida por seres iguais a mim que não tem absolutamente nada para fazer na vida, ou se tem, não é tão interessante quanto blogar.
De junho pra cá tenho lido mais de mil posts, através de alguns blogs que acompanho diariamente.
Já falei e torno a repetir, sou uma viciada em leitura, e leio Bíblia também.
Na leitura dos blogs tenho percebido alguns detalhes, que infelizmente me impossibilitam de ler mais este blog ou ler mais aquele.
Há textos muito extensos, um texto quando retirado do blog e copiado e colado no word, totalizando 8 páginas no word, é um capítulo de um livro.
Um post muito extenso exige uma grande concentração, para que se tenha uma apreensão melhor do conhecimento contido no texto.
Nem todo mundo dispôe de tanto tempo, para ler posts tão longos; e posts longos são cansativos.
Por exemplo, sabe aquele livro incrível, muito bom do Paulo Romeiro, “Supercrentes”, que tal fazer uma resenha do livro e colocar no blog?
Mas é só um capítulo? Melhor ainda, faz um resumo do capítulo, é mais interessante.
Assim valorizamos a obra e o direito autoral de quem escreveu o livro.
A pessoa que ler a resenha ou o resumo vai ficar com vontade de quero mais, vai ficar interessado em ler a obra, o livro inteiro e assim vai aprender mais; e a mensagem que você queria passar estará completa.
VALORIZE O DIREITO AUTORAL NÃO COPIE O CAPÍTULO INTEIRO DE UM LIVRO NO SEU BLOG, ISSO TAMBÉM É PIRATARIA.

O BLOGUEIRO PROFISSIONAL

Sou uma viciada em leitura, e devido a uma limitação temporária de minha capacidade de leitura, parti para a internet.
Que horror! Muitos podem considerar assim, passar da luz para as trevas; mas eu encontrei na internet mais luz que trevas.
Amo ler, desde criança, desde a minha primeira leitura aos 4 anos de idade, ler para mim é tudo.
Enquanto ía perdendo um pouco o talento, o dom que DEUS me deu, fiz de tudo, caí, nas palavras cruazadas, sou apaixonada por caça-palavras e quebra-cabeças.
Mas sou uma pessoa que perco o interesse, depois que descubro o caminho das pedras.
Foi o que aconteceu depois que li a maioria dos livros da Agatha Christie, os bolsilivros com as estória da espiã Brigitte Montfort.
É isso mesmo, na minha adolescência, enquanto as minhas amigas liam os melosos “Romances Modernos”: “Bianca”, “Sabrina”, e tantos outros que não sei o nome, pois não conseguia lè-los, eram melosos demais, cheios de lágrimas.
Eu prefiria ler os investigativos e assistir aos filmes do 007 com Sean Connery, Haway 5.0 a assistir os “LOve Histories”, os eternos filmes de amor que só mudavam os atores.
Depois de todos os tipos de livros de auto-ajuda que se pode imaginar, livros de psicologia, até de psiquiatria, cheguei finalmente ao “Livro dos Livros”: a BÍBLIA, é o único livro que leio desde 1991 e nunca enjoei, e ainda não descobri o caminho das pedras (???).
Devido a limitação temporária da minha visão caí de olhos limitadamente na internet, já conhecia o site
Através do Site Espada conheci o Site do Teo:
E através do Teo eu conheci o universo virtual dos blogueiros e blogagem eletrônica, ele me mostrou o caminho das pedra, o Teo foi um pai cibérnético para mim.
O Teo tem um blog excelente bem contestador dessa realidade mascarada por verdade ufana, utópica e inexistente.
Teóphilo Noturno é um guerreiro e um guerreiro incansável. Ele passou por sérias perseguições em 2005 por causa dos seus posicionamentos, e perseguições estas impostas pela igreja que diz ser do Senhor JESUS.
Graças a DEUS e ao Senhor JESUS que através de seu ESPÍRITO SANTO não permitiu que o Teóphilo Noturno desistisse, ele além de um site resolveu também levantar outra trincheira: um blog e que blog! Com um nome bem forte “ESTE MUNDO JAZ NO MALIGNO”.
Eu vejo o Teóphilo Noturno como um general de um exército, general levantado por DEUS. General que traz o alerta sobre a maneira, o modo como é feita estas campanhas de libertação que na realidade, faz com que o estado da pessoa seja pior que o anterior. Post “LEGIÃO DE ENERGÚMENOS”
O Teo é um “BLOGUEIRO PROFISSIONAL” e que se expõe à luz solar, mas não gosta muito de sol.

26/09/2009

IGREJA CHEIA DO PODER DE GIZÚZ


Parodiando O Circo, cantada por Nara Leão, composição (Sidney Miller)
IGREJA CHEIA DO PODER DE GEZÚZ
Vai, vai, vai começar a igrejeira
Tem levita tocando a noite inteira
Vem, vem, vem ver o circo de verdade
Têm, têm, têm palhaços de qualidade
Dança, dança, minha gente que é preciso ser esperta
A bonita vá na frente, vê melhor quem vê de perto
Mas no meio da dança, unção alta, céu aberto
Sopra o vento que mover, cai no teto, rompe a fogo
Pra que o mover depressa também possa ser a festa
Bem me lembro dos músicos que mortais seus saltos
Balançando lá no alto parecia brincadeira, irmão
Mas fazia tanto, os músicos que o Zé do Trombone
De renome consagrado esquecia o próprio nome
E abraçava o microfone pra tocar o seu dobrado
Faço versos pros palhaços que na vida são de tudo
São soldados, carpinteiros, trabalhadores no mundo
Sem juíz e sem juízo dando dízimo a todo mundo
Mas no fundo não sabem que é tudo uma mentira
Todo encanto do sorriso que seu pastor não sorri
De dízimo em dízimo o pastor fica mais forte
Meia volta, volta e meia, recolhe com muito porte
Terminando sua coleta de repente a fera some
O pastor que era valente noutras feras se consome
O pastor com seu amor indiferente, a música toca:
Fala o toque da guitarra, fala a batida da bateria
Que o melhor vai vir agora um solo de dança e voz
com seu corpo é mulher, com seu rosto de menina
Quem chorava já não chora, quem cantava desafina
Porque a dança só termina quando a noite for embora
Vai, vai, vai terminar a brincadeira
Que pandeiro tocando a noite inteira
Morre a igreja, renasce o palhaço
cheio da unção e do poder de deus.

25/09/2009

DESCOBRI, POR QUE NÃO SOU APOLOGISTA


GLÁUCIA CARNEIRO

Vou escrever tendo por base um trecho de uma entrevista do Professor Paulo Romeiro, publicada em um post do Púlpito Cristão.

Segue abaixo todos os dados, citações, data da postagem, endereço da publicação do post no site, a quem interessar.



RF - O que é preciso para se fazer apologética cristã saudável?

PR - Principalmente equilíbrio. Há pessoas que são apologistas, mas exageradas, sensacionalistas. É preciso amor. Vejo muitos apologistas hostis, atacando as pessoas. Não gosto nem mais de usar o termo seita ou heresia. Acho muito pejorativo. Hoje falo de fenômeno religioso ou movimentos religiosos.

A apologética precisa aprender a construir pontes e não levantar muros. Se ela já chega atirando, o pessoal corre. Os apologistas precisam aprender a dialogar. Não precisa ser hostil. A Bíblia diz: “Falai a verdade com amor”. Além disso, a informação a ser transmitida deve ser apurada.

Entrevista cedida a Revista "Resposta Fiel", ano 5, nº 17, p. 10-12
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Descobri nesta semana diante de todos os fatos apresentados depois de uma postagem do Leo nardo Gonçalves no Blog Púlpito Cristão, que eu estou completamente fora do universo apologético.

Até fui procurar na internet o que significava realmente a palavra APOLOGÉTICA e escrevi um post a respeito, fiquei surpresa com a definição e o comportamento de muitos dos que se dizem apologistas ou apologéticos.

Depois me lembrei de uma entrevista postada pelo mesmo alvo de tantos tiros, atirados pelos apologistas ou apologéticos (???), o Leonardo Gonçalves, ele mesmo, o alvo da semana.

O Professor Paulo Romeiro fala sabiamente "Há pessoas que são apologistas, mas exageradas, sensacionalistas" O que vi durante esta semana foi muito mais que exagero, foi exatamente o que o Professor alertou, eu vi uma total falta de AMOR.

Vi uma completa e total hostilidade contra o Leonardo Gonçalves, na disposição das palavras, no tom grosseiro, na falta de zelo ao falar com o nosso próximo, ferindo o AMOR.

Não sei o que seria do Leonardo se ele estivesse em terras brasileiras, graças a DEUS que ele está fora do Brasil.

Se um louco é capaz de estuprar a ex-namorada por causa do ódio que tem do Caio Fábio, veja:

Imagina o que não é capaz de fazer uma série de loucos se o Leonardo e sua família estivessem aqui no Brasil, é só ler a carta.

Estou exagerando, estou não. Há todo tipo de doido nesse mundo, os piores são aqueles que se fazem de doidos para que ninguém venha a arrancar as suas máscaras.

Esta semana eu vi muros sendo levantatados, trincheiras sendo erguidas e tiros sendo lançados; mas como eu mesma disse ao nobre Leonardo: "Você é um General de um Exército chamado Blog Púlpito Cristão".

Eu não pensei que o reconhecimento do exército e o chamamento do General marcaria o chamado para a guerra.

Mas como disse Josué e Caleb:

Números 13:30 Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela.
O General Leonardo Gonçalves não me parece homem de retroceder, não é à toa que ele tem muita histórias para contar do desbravamento missionário por onde passou e por onde passa e olha que este garoto só tem 28 anos.

"Os apologistas precisam aprender a dialogar", outro alerta do Professor Paulo Romeiro: aprender a dialogar; e eu não vi diálogo, vi falta de AMOR, o que entristeceu muito o meu coração.

É triste chegar na igreja e ver nitidamente, quase apalpando com as próprias mãos, que os céus são de bronze, tudo não passa de um címbalo que retine, só faz zoada que machuca os ouvidas, insulta as mentes e estraçalha os corações.

Lamentável, abrir o universo virtual, pensar que está vislumbrando pessoas que se AMAM que se RESPEITAM que têm ZELO umas pelas outras, quando você percebe, você nota que acontece o que está descrito no Livro de Provérbios:


Salmos 41:9 Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.

Compartilhavam a mesma Palavra APOLOGÉTICA, se alimentavam da mesma bíblia e levantou o calcanhar contra o outro porque ousou pensar diferente dele.


A Bíblia diz: “Falai a verdade com amor”. Eu não vi amor em nenhuma das ofensas proferidas contra Leonardo Gonçalves e contra Caio Fábio. Não vi AMOR, não vi zelo pelo próximo, nem aquele cuidado em que se deve ter para não assassinar a esperança dos irmãos.

O que vi foi um série de ovelhas gordas, cheias, repletas da Palavra de DEUS, prontas para sair por aí, dentro e fora do universo virtual espalhando a Palavra de DEUS, se esforçando ao máximo para expulsar mais uma ovelha para fora do redil.

(0ps)Será que essa ovelhas gordas, olharam para a pequenina ovelha e pensaram: "Quem é que esse frangalho pensa que é, se ele estivesse na minha frente ía levar uns bofetes para aprender a se comportar."

"Quem ele pensa que é? Eu estou nessa estrada há muito mais tempo que ele, e ele chega cheio de ousadia! Eu vou colocar ele no lugar dele, missionariozinho de meia tigela."

Tenho certeza que foi isso o que passou pela cabeça de muitas dessas ovelhas gordas, cheias, repletas da Palavra de DEUS, que continuam a beber da Palavra e depois de beber, esperneiam, sujando a água para que as mais jovens bebam água suja.

Só quem pode sujar a Palavra de DEUS é que já a conhece. e quem conhece melhor a Palavra de DEUS, que uma ovelha gorda?

Mateus 18:21 Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?
Mateus 18:22 Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.

A conclusão que cheguei é que esses versículos servem para qualquer ser humano da história da humanidade, para qualquer um, menos para Caio Fábio.